#Diário das Séries - Under the Dome

Oii gente! Preparados para conhecer mais uma série e adicioná-la à sua lista?


Não, não é The Vampire Diaries!

Stephen King, aclamado autor best seller de livros de terror escreveu mais uma fantástica obra que teve os direitos comprados pela CBS para ser uma série de TV. Sob a Redoma conta a história de uma pequena cidade, Chester’s Mill, que misteriosamente num dia qualquer foi literalmente lacrada do resto do mundo por uma redoma invisível, ou seja, uma força invisível que lacra a cidade permitindo que nada saia e nada entre.

Assisti ao piloto da série nesse domingo e já estou louca pelo próximo episódio. Minha vontade era de ler o livro primeiro mas devido a algumas circunstâncias isso não foi possível, mas nada do que vi nesse episódio irá afetar minha leitura.

Nesse piloto da série somos apresentados ao que acredito serem os principais personagens da história, e a alguns fatos que nos fazem morrer de curiosidade do porque da tal redoma. Temos um assassino, pelo menos essa é a impressão que temos de um dos personagens; uma repórter fotógrafa que está com seu marido desaparecido, e já nesse episódio descobrimos porque; uma policial que tem seu marido bombeiro preso do lado de fora da grande e invisível redoma; um policial chefe e um político, ambos personagens que escondem grandes e importantes segredos.

Vemos pessoas se machucando e morrendo no momento em que a redoma cai sobre a cidade, pessoas com braços cortados, animais mortos e outro cortado ao meio, veículos que se chocam contra essa força invisível, outras pessoas tendo convulsões e falando coisas sem sentido mas que podem ter importância como: As estrelas estão caindo em linha; sangue! Veremos muito sangue.



E para descobrirmos o porque dessa redoma que tem teorias de ser coisa de aliens, ou até mesmo do próprio governo teremos que assistir! Ou ler!

Assustador e incrível são palavras que definem o primeiro episódio de Sob a Redoma ou Under the Dome. Esse é meu primeiro contato com Stephen King, apesar de não ser um contato direto (confuso? Estou falando de ser a série e não o livro) e o autor já conseguiu minha atenção.

A série a princípio deve ter 13 episódios e conta com atores como Mike Vogel (CLOVERFIELD: MONSTRO e o remake de O MASSACRE DA SERRA-ELÉTRICA), Dean Norris (O VINGADOR DO FUTURO) e também temos a presença de Rachelle Lefèvre (Victoria em CREPÚSCULO).

Confira sinopse e capa do livro e também o trailer da série:

Sob a RedomaSinopse: Em um dia como outro qualquer em Chester’s Mill, no Maine, a pequena cidade é subitamente isolada do resto do mundo por um campo de força invisível. Aviões explodem quando tentam atravessá-lo e pessoas trabalhando em cidades vizinhas são separadas de suas famílias. Ninguém consegue entender o que é esta barreira, de onde ela veio e quando — ou se — ela irá desaparecer. Os moradores de Chester’s Mill percebem que terão de lutar por sua sobrevivência. Pessoas morrem, aparelhos eletrônicos entram em pane ao se aproximar da redoma e a situação fica ainda mais grave quando a cidade se vê exposta às graves consequências ecológicas da barreira. Para piorar a situação, James “Big Jim” Rennie, político dissimulado e um dos três membros do conselho executivo da cidade, usa a redoma como um meio de dominar a cidade. Enquanto isso, o veterano da guerra do Iraque, Dale Barbara, é reincorporado ao serviço militar e promovido à posição de coronel. Big Jim, insatisfeito com a perda de autoridade que tal manobra poderia significar, encoraja um sentimento local de pânico para aumentar seu poder de influência. O veterano se une a um grupo de moradores para manter a situação sob controle e impedir que o caos se instaure. Junto a ele estão a proprietária do jornal local, uma enfermeira, uma vereadora e três crianças destemidas. No entanto, Big Jim está disposto até a matar para continuar no poder, apoiado por seu filho, que guarda a sete chaves um segredo. Mas os efeitos da redoma e das manobras políticas de Jim Rennie não são as únicas preocupações dos habitantes. O isolamento expõe os medos e as ambições de cada um, até os sentimentos mais reprimidos. Assim, enquanto correm contra o pouco tempo que têm para descobrir a origem da redoma e uma forma de desfazê-la, ainda terão de combater a crueldade humana em sua forma mais primitiva.



Apesar de caro o livro possui 960 páginas que prometem pura emoção e se ficar de olho consegue encontrá-lo em promoção no Submarino como é o caso de hoje, 30 de junho em que o livro se encontra por R$39,90.

Espero que tenham gostado dessa pequena opinião da série e que se sintam tentados a lê-la e assisti-la.
Boa semana!


Cenas deletadas de A Hospedeira

Olá leitores!

Talvez você não saiba mas Stephenie Meyer conquistou meu coração com suas duas sagas, Crepúsculo e mais recentemente com A Hospedeira. O livro é fantástico e como muitos sabem foi adaptado ao cinema. Amei o filme, já vi 3 vezes rsrs mas senti falta de muiiiiita coisa. Pois é, vocês sabem como são as adaptações não é? Precisa diminuir aqui, mudar ali para que não tenhamos um filme de 5 horas, afinal ninguém tem tempo e bunda para ficar durante tanto tempo na frente de uma tela.


 Então como sempre, estava vagando pelo facebook quando encontrei um link que dizia me levar às cenas deletadas de A Hospedeira. E ele cumpriu o que dizia.
Não sei vocês já viram mas eu não sabia dessas cenas. Então se quiser confira o vídeo no link abaixo. 
Não consegui colocá-lo aqui no blog, desculpem. 
Espero que gostem!

Assista aqui


Boa semana! Beijos.
Greice.

10 casas maravilhosas dos escritores

Oii Gente!

Que tal dar uma olhada nas humildes casas de alguns escritores famosos?

O Texto e imagens a seguir são de origem do blog Listas Literárias.

O lar de um escritor precisa ser inspirador, por isso nesta seleção,10 casas maravilhosas de autores famosos, de mansões a sobrados até simples, as imagens provam que os autores sabem escolher bem onde morar:











Todas as "casinhas" são perfeitas, não acha?
Eu escolheria com certeza a casa do Stephen King, muito mais colorida e simpática! E você qual prefere?


Trilha Sonora - Um Amor para Recordar

Oii Gente!

Depois de alguns dias voltei com post novo no blog. A vida tá corrida, escola, cursos, e ainda estou administrando outro "blog" para um Desafio, o  Desafio do Conhecimento. É o mesmo concurso pelo qual esse blog aqui foi criado no ano passado. Então o tempo está bem curto. Mas vamos lá ao post de hoje.

Quem é que nunca assistiu ao filme Um Amor para Recordar? O filme é a adaptação do livro de mesmo nome escrito por Nicholas Sparks, o rei dos romances dramáticos. A adaptação é maravilhosa mas não é totalmente fiel ao livro, mas isso não o deixou menos bom que o livro.

O filme é estrelado por Mandy Moore e Shane West. Além de terem interpretado incrivelmente o papel de Jamie Sullivan e Landon Carter os dois ainda são cantores e tivemos a oportunidade de ouvir essas vozes brilhantes na trilha sonora do filme.

  

Mandy Moore se tornou uma das minhas cantoras favoritas e suas músicas estão sempre na minha playlist, escuto praticamente todo dia. E então vamos ver e ouvir a trilha sonora do filme.
P.S.: Os vídeos estão legendados para que você entenda perfeitamente a maravilhosa história desse filme.

Música tema do filme: Only Hope (Única Esperança)




Cry (Chorar) - Clipe Oficial - Mandy Moore




Someday We'll know (Algum dia nós saberemos) - Mandy Moore



Dancing in the Moonlight  (Dançando à luz da lua)
Não consegui encontrar esse vídeo com a letra traduzida.



Dancing in the Moonlight é tão legal que é a música que toca no meu celular quando alguém me liga rsrs. É viciante.
Desculpe gente mas eu sou apaixonada por esse filme, por essa estória, pelos personagens, pelos atores e pelo Nicholas Sparks.

Espero que vocês tenham gostado desse post.
Um beijo, e boa semana!
Greice.

A relação entre a escritora de Jogos Vorazes e O Pequeno Urso

Oiii gente!

Hoje bateu uma saudade de ser criança. Estava pelo Facebook quando vi a seguinte mensagem: "Em 1991 Suzanne Colins (autora da saga jogos Vorazes) escreveu O Pequeno Urso". Quando vi isso não acreditei e fui logo procurar saber se isso é verdade.

            

Sempre gostei de O pequeno Urso e tenho certeza de que ele e Historinhas de Dragões sempre foram e serão meus desenhos animados preferidos. E então voltando à Suzanne e o Little Bear, descobri que sim, ela escreveu alguns dos episódios do desenho animado.


Então sim minha gente a criadora de uma das sagas mais famosas escreveu episódios do meu desenho preferido!


Mas e então qual era a história do Urso?

Como era um desenho todo dia víamos episódios diferentes mas que neles víamos um ursinho muito curioso que brinca muito com seus amigos: Pata, Galinha, Gato, Coruja, e a garotinha Emily, fora seus pais, o Papai-Urso e a Mamãe-Urso.


E você diz óóóó, que interessante. Mas tenho certeza de que esse é um desenho educativo, diferente dos que temos hoje, eu particularmente não gosto dos novos desenhos porque sempre tem essa coisa de armas, lutas, brigas, alguns falam palavrões e isso não traz bons frutos para as crianças.

Lembro que ficava sentada na cozinha assistindo, e principalmente nos dias de chuva, mamãe fazia bolinhos de chuva e eu assistia. #MomentosQueNãoVoltam

O desenho era exibido no Brasil pela Tv Cultura  de segunda à sexta-feira de 2005 as 09:00 e às 16:00. Saiu do ar em 2006. No dia 5 de maio de 2008 o desenho voltou ao ar de segunda a sábado as 14:30 e ficou no ar até dia 20 de setembro. Voltou ao ar dia 23 de setembro de 2009 as quartas as 08:10. A partir do dia 9 de novembro passa a ser exibido de Segunda a Sábado as 13h, que ficou fixo neste horário até o dia 27 de março de 2010. Na semana seguinte o desenho passa a ser exibido de segunda a sexta as 8h. Ficou no ar até o dia 31 de dezembro de 2010.

Ao todo foram 5 temporadas e 156 episódios.

E por isso e para matar a saudade vejamos O Pequeno Urso em ação.


Momento Nostalgia!



Espero que tenham gostado do post. 
Beijos, Greice.







Resenha: O Príncipe

Título: O Príncipe
Série: A Seleção
Autor(a): Kiera Cass
Editora: Seguinte
Ano: 2013
Páginas: 88

Sinopse: Antes que trinta e cinco garotas fossem escolhidas para participar da Seleção... Antes que Aspen partisse o coração de America... Havia outra garota na vida do príncipe Maxon. Conto inédito e gratuito, O Príncipe não só proporciona um vislumbre dos pensamentos de Maxon nas semanas que antecedem a Seleção, como também revela mais um pouco sobre a família real e as dinâmicas internas do palácio. Você descobrirá como era a vida do príncipe antes da competição, suas expectativas e inseguranças, assim como suas primeiras impressões quando as trinta e cinco garotas chegam ao palácio. É uma leitura indispensável a todos que terminaram A Seleção e ficaram querendo mais! Ao final, contém os dois primeiros capítulos de A Elite, segundo volume da trilogia.

Nesse conto disponibilizado gratuitamente no site da editora Seguinte, que para você ler basta fazer o cadastro, temos parte da história contada em A Seleção mas do ponto de vista do príncipe Maxon.

É aqui que temos noção de como é realmente viver em um castelo, como é a "profissão" de príncipe, rei e rainha. Como é o relacionamento entre a família real e até mesmo o relacionamento dessa família com as de outros reinos.

Somos apresentados às incertezas e apreensões de Maxon, sua angústia e desconforto em ter 35 garotas morando em sua casa e algumas delas querendo praticamente se matarem para poder ficar com o trono. E o pior dos sentimentos, e se nenhuma das garotas for a garota certa para ele, alguém de quem ele realmente goste? Ele terá que se casar com ela? Por que?

Essas são respostas que você só terá lendo O Príncipe.

------------

Assim que terminei a leitura de A Seleção já corri ler esse conto, e confesso que fiquei bem surpresa com um trecho em que somos apresentados a um romance que não é romance (você entenderá se ler), nunca pensei que aquilo teria acontecido com Maxon e achei ele um pouco durão e meio antissentimental nessa parte, não sei, aquilo me surpreendeu.

Mas depois do início da Seleção o negócio fica mais interessante e para quem leu A Seleção sabe do que estou falando. E essa pequena estória contada por outro ponto de vista só me deixou com mais raiva do Rei.

Confesso ter esperado um pouquinho mais desse conto, mas é um conto né gente. E mesmo não tendo me agradado de todo não hesito em dizer que a Kiera deveria ter escrito um livro inteiro pelo ponto de vista do Maxon.

Se você pretende ler A Seleção não deixe de ler O Príncipe.


Beijos, Greice.





Meus casais literários favoritos

Olá!!!

Como hoje é Dia dos Namorados e está todo mundo no clima resolvi entrar também e apresentar à vocês alguns dos casais literários que mais gosto e não esqueça de deixar nos comentários os seus casais preferidos.


Tenho tantos casais que gosto que vou deixá-los em ordem aleatória, porque tenho dó de dizer que esse é melhor que aquele, porque cada um é prefeito do seu próprio jeito.

1. Alguém discorda que Rony e Hermione (Harry Potter) são o casal perfeito? Ainda lembro da garotinha nerd que o Rony desprezava, mas a química dos dois bateu e então tivemos essas fofuras juntas! <3











 2. Um casal um pouco mais recente pelo qual me apaixonei foi o Gus e a Hazel Grace de A culpa é das estrelas. Uma das histórias mais lindas que já vi e que por obra do destino (ou do John) não terminou como esperávamos. <3
















 3. Jace Wayland conquistou meu coração com seu jeito arrogante e a ironia sempre presente em suas frases, mas Clary Fray também teve o coração roubado pelo jovem rapaz caçador das sombras e juntos eles roubaram o meu coração. Cassandra termine logo de escrever Os Instrumentos Mortais. <3









4. Claro que Bella Swan e Edward Cullen não podiam estar de fora da minha lista. Depois de muita correria e problemas eles finalmente ficaram juntos. <3




















5. Tratando-se de romance Nicholas Sparks não poderia ficar fora da lista não é? Então, quem é que não chorou litros com esse casal mais que perfeito, Landon Carter e Jamie Sullivan em Um Amor para Recordar? <3












6. Ian O'shea e Peg não podem faltar na minha lista, Stephenie conseguiu conquistar meu coração mais uma vez em A Hospedeira. <3











7. E para encerrar a lista Jesse da Silva e Suzannah Simons. O casal humano fantasma mais fofo desse mundo. E você acha que um fantasma e uma humana não podem ter um relacionamento? Então leia A Mediadora e descubra se você pode estar equivocado. <3












E aí o que acharam da minha listinha? Claro que eu queria colocar mais casais mas aí este post não ia terminar nunca rs. Então FELIZ DIA DOS NAMORADOS! 

Beijos, Greice.

Dia de música: Novo clip de Paula Fernandes

Oiii gente!
Hoje é terça-feira e para animar a semana vos mostro o novo clip da mineirinha de voz inconfundível Paula Fernandes. Nesse clip ela vira princesa e nos leva a conhecer um reino encantado, sem esquecer claro do príncipe. E que tal Se o seu Coração Viajar junto?

Se o Coração Viajar



Beijos e Boa Semana!
Greice.

Resenha: A Seleção

Título: A Seleção
Série: A Seleção
Autor(a): Kiera Cass
Editora: Seguinte
Ano: 2012
Páginas: 360

Sinopse: Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China, e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças entre dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha. Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes. Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.

Depois de uma sinopse nada pequena venho contar a você o que achei desse livro que demorei eternidades para ler mas que finalmente consegui comprar e ler.

Num futuro distante, depois da 4ª Guerra Mundial. Os Estados Unidos não existem mais, agora o que existe é a Província de Illéa que ocupa toda a America do Norte e parte da América Central. A sociedade dessa província é dividida em 8 castas sendo que a 1 é a casta do Rei, da Rainha e do Príncipe, e conforme vão aumentando os números aumenta o grau de pobreza da população.

Há então nessa província uma competição conhecida como A Seleção na qual 35 garotas têm a chance de ir para o castelo e tentar conquistar o coração do príncipe Maxon e também a coroa, tornando-se assim a princesa de Illéa.

America Singer é da casta 5, a casta dos artistas, e a mãe da garota quer por que quer que ela participe da Seleção. Mas America tem um namorado às escondidas e não pretende de jeito nenhum largá-lo e ir para o castelo disputar a coroa e um cara que ela despreza.

Aspen é o namorado de America e pertence à casta 6, trabalha duro para sustentar toda a família e a noite se encontra com a garota às escondidas em uma casa da árvore.

Toda as garotas da província se mobilizam e estão afoitadas para com a Seleção, menos America. Mas Aspen incentiva que ela participe pois assim conseguirá uma ajuda para a família, sendo que as selecionadas receberão dinheiro durante sua estadia no castelo, e logo a mãe de America também consegue convencer a garota a participar. Mas Aspen termina com America, e é esse um dos motivos principais que a leva a aceitar a participação.

Então as 35 garotas são selecionadas e partem para o castelo. America está entre elas. Quer saber por que Aspen terminou com ela? Como é a vida em um castelo? O que as garotas, principalmente America, acharam do príncipe depois de conhecê-lo? E qual o rumo que toda a história irá tomar? Leia A Seleção!

--------------

Esse foi o primeiro livro que conseguiu me fazer ficar sentada dentro de um carro em movimento lendo. E no escuro ainda, usei a luz do celular para poder ler. Então você já deve imaginar que devo ter gostado da leitura.

Durante toda ela me senti dentro do castelo, fiquei sonhando com os lindos vestidos das garotas, com o mundaréu de comida, com as festas e claro, com o príncipe.

Conhecemos um pouco de cada personagem conforme a leitura vai avançando, algumas das meninas que participam da seleção são legais, gentis, meigas e amigas já outras você tem vontade de pular no pescoço e arrancá-lo fora, e são justamente essas meninas que se utilizam do termo "mantenha os amigos perto, e os inimigos mais perto ainda".

A Kiera foi também a primeira escritora que me fez ter dúvidas a qual dos rapazes eu queria que ficasse com a America, em todos os triângulos amorosos que li sempre tive certeza, é esse, mas em A Seleção eu achei pontos positivos tanto em Maxon quanto em Aspen, e claro que a America também né.

A escrita da autora é bem gostosa de ser lida, a narração é em primeira pessoa, o que é ótimo mas que em certos pontos nos deixa extremamente ansiosos porque não sabemos se isso ou aquilo é verdade ou se tal pessoa está fazendo isso ou aquilo porque temos somente o ponto de vista de America.

Nesse primeiro livro não há muita coisa que explique a situação em que se encontrava os Estados Unidos para se tornarem uma colônia e depois uma província mas isso é tudo explicado mais pra frente. 

Achei bastante ousado por parte da Kiera achar que os Estados Unidos poderia virar uma província, com castelos, reis, príncipes e princesas. Mas isso não quer dizer que possa ser impossível não é? Tudo pode acontecer. Adorei a sua ousadia Kiera!

E para quem ainda não leu corra adquirir seu exemplar!


Algum tempo atrás havia sido anunciada a adaptação do livro para uma série de TV. Fiquei bem ansiosa apesar de que ainda não tinha lido. Mas depois foi confirmado que a adaptação havia sido cancelada e isso me deixou bem triste porque eu queria assistir mas agora que li o livro, vi o elenco e soube das alterações que eles pretendiam fazer à história dei graças à deus por eles terem cancelado.
Gente eles escolheram um elenco terrível na minha opinião, nenhum dos atores condizia com as características das personagens. Confira as escolhas:

  

Não gostei da America dessa imagem, achei ela com uma cara muito adulta, sei lá. As outras moças são bonitas.
O Rei pode até ser esse cara aí. Mas gente o Maxon e o Aspen não tem nada a ver com esses caras. O Maxon da TV tem cara de velho, tudo bem que nessa imagem ele está adequado mas não se engane ele não é assim. E o Aspen não é moreno! Nada contra mas cadê o respeito às características dadas pela Kiera???

Depois de um pequeno Longo post vos digo: LEIA a trilogia A Seleção.
Beijos, Greice. 



#Diário de Cinema: Resenha - Eu sou o número quatro

Oi gente!!!
Como prometido hoje trago minha opinião sobre o filme Eu sou o número quatro.
Já fiz resenha do livro aqui e quem leu percebeu que não gostei muito do livro e será que o filme dessa vez foi melhor que o livro??


Deixo aqui o resumo da história (o mesmo da resenha do livro) e logo abaixo o que achei do filme:

Eu Sou o Número Quatro é uma história que se passa na Terra mas que além dos Terráqueos tem agora como habitantes também os Lorienos e Mogadorianos.

Lorien e Mogadore são planetas, assim como a Terra, mas os Mogadorianos acabaram com todos os recursos oferecidos por ele, como o que estamos fazendo com a Terra, água, plantas, etc. e então atacaram o planeta Lorien em busca desses recursos.

Quando Lorien foi atacado, os Garde que são os Lorienos que possuem Legados ou Poderes vieram para a Terra com seus Cêpans que são uma espécie de Protetores e Professores desses Garde a fim de salvarem-se e esconderem-se dos Mogadorianos invasores e assassinos.

Vieram para a Terra Nove Lorienos. E por algum motivo os Mogadorianos querem os matar mas, eles só podem ser mortos em ordem, do primeiro para o nono.

No livro acompanhamos a trajetória de Quatro ou John que a cada suspeita de aparição dos Mogadorianos muda de endereço com seu Cêpan Henri. Mas quando eles mudam para Paradise, Ohio John conhece uma garota e decide que não vai mais se mudar. O problema é o ex namorado de SarahMark, que não larga do pé dos dois e vive tentando arranjar encrenca com JohnJohn também fica amigo de Sam, um garoto que acha que o pai foi sequestrado por alienígenas. E temos ainda um cachorro que tem um papel muito importante na trama.

Diante de muitos problemas a única certeza que QuatroJohn, tem é que: Três estão mortos e ele é o Número Quatro.

----------

Se o livro não conquistou, esqueça porque o filme conquista muito menos. Teve todos os pontos negativos que citei na resenha e muito mais. Várias cenas foram adaptadas, e um dos acontecimentos do fim do livro acontecem já no meio do filme, coisas ficam sem explicação, ah e o romance, ficou mais azedo ainda por causa da voz irritante da Sarah (assisti em português), sério eu estava quase vomitando quando ela falava.

E o John? Ah o John. Alex Pettyfer que será Chrystian Gray na adaptação de 50 tons de cinza interpreta o cara e foi isso que me alegrou, ah detalhe o rapaz é para ter 15 anos e óbvio que não parece. Sarah é interpretada por Dianna Agron, a atriz é linda mas não me conquistou. Sam (Callan McAuliffe) continua sendo meu queridinho, ele conseguiu ser engraçado e ganhou meu coração na adaptação. Alex Pettyfer também cumpriu seu papel e representou muito bem. E por último tive uma surpresa, no papel de Mark estava nada menos do que Jake Abel, sim o Ian de A Hospedeira. 




Os efeitos especiais foram muito bem feitos em minha opinião e isso ajudou muito na nota do filme porque ele não foi fiel ao livro e isso me desagradou muito e fez minha opinião do livro aumentar um pouco. E mais pro fim do filme temos a presença de Teresa Palmer que em minha opinião foi quem melhor fez seu papel e arrasou!


Os Mogadorianos arrasaram em seu papel na adaptação e achei a caracterização deles muito legal. 


Bom eu digo que se você leu o livro é interessante assistir ao filme mas não espere muito mais do que a leitura te ofereceu. Ah se meu pai gostou do filme você que não leu o livro com certeza vai gostar. Eu gostei bastante mas senti falta de muita coisa.





TAG do Alfabeto

Oii Genteee!

Hoje eu vim responder uma Tag que a linda da Mirelle do blog Recanto da Mi me indicou.

Como funciona: 
"Você deve escolher 5 letras do alfabeto (no máximo, para o post não ficar muito grande) e mandar uma sequência de letras aleatórias ou seguidas para cada blog que você indicar para a TAG. O blog que receber a indicação da TAG deverá escolher 5 livros que comecem com as letras que foram enviadas. Artigos não contam. Ex: " O mundo acabou". O artigo "O" não conta como letra "O", ou seja, o que vale são as letras da palavra secundária, nesse caso, a letra "M"."

A Mi me enviou as seguintes Letras: D I A G R
E foi um sacrifício encontrar livros para todas essas letras mas vamos lá.

LETRA D

Delírio Delírio - Lauren Oliver 
Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas. Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar — mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?.

Estou a tempos querendo ler Delírio (na verdade desde que vi a resenha da Mi), mas ainda não consegui comprar.

LETRA I
O Inverno das FadasO Inverno das Fadas - Carolina Munhóz
 EXISTEM PESSOAS NORMAIS em nosso planeta. Homens e mulheres simples que nascem e morrem sem deixar uma marca muito grande ou mesmo significativa na humanidade. Mas existem outros que possuem talentos inexplicáveis. Um brilho próprio capaz de tocar gerações. Como eles conseguem ter esses dons? De onde vem a inspiração para criar trabalho maravilhosos? São cantores com vozes de anjos, artistas com mãos de criadores e escritores imortais. Existe uma explicação para isso. Sophia é uma Leanan Sídhe, uma fada-amante, considerada musa para humanos talentosos. Ela é capaz de seduzir e inspirar um homem a escrever um best-seller ou criar uma canção para se tornar um hit mundial. A fada dá o poder para que a pessoa se torne uma estrela, um verdadeiro ícone, ao mesmo tempo em que se aproveita da energia do escolhido para alimentar-se. Causando loucura. E MORTE.

O Inverno das Fadas foi um dos poucos livros começados por I que encontrei mas a sinopse me deixou bem curiosa, e detalhe, é nacional.

LETRA A

 Assombrado # 5- A Mediadora -Meg Cabot
Suzannah passou o último verão no Pebble Beach Hotel and Golf Resort. Não, ela não estava hospedada com os ricaços. Em vez disso, tomava conta dos filhos deles. Foi assim que ela conheceu Paul Slater. Suzannah era a babá do irmãozinho dele, Jack, e Paul se encantou por ela. Mas é claro que quando um garoto bonitão se interessa por ela as coisas não podem simplesmente dar certo.

A série A Mediadora é uma das minhas favoritas e por isso tive que colocar Assombrado nessa lista. Por mais impossível que possa ser eu também queria um fantasma como o Jesse pra mim rs. Se você gosta de Fantasia e Romance não perca a chance de ler A Mediadora.





LETRA G

Garota Exemplar Garota Exemplar - Gillian Flyn
Uma das mais aclamadas escritoras de suspense da atualidade, Gillian Flynn apresenta um relato perturbador sobre um casamento em crise. Com 4 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo – o maior sucesso editorial do ano, atrás apenas da Trilogia Cinquenta tons de cinza –, "Garota Exemplar" alia humor perspicaz a uma narrativa eletrizante. O resultado é uma atmosfera de dúvidas que faz o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública – e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy –, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino? Com sua irmã gêmea Margo a seu lado, Nick afirma inocência. O problema é: se não foi Nick, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele?

Quem é que ainda não ouviu falar de Garota Exemplar? Um dos mais comentados livros de thriller psicológico da atualidade. Ainda não tive a oportunidade de ler mas não vejo a hora. A Mi fez uma ótima resenha dele aqui.

LETRA R

O Retrato De Dorian Gray O Retrato de Dorian Gray - Oscar Wilde
Dorian Gray é um belo e ingênuo rapaz retratado pelo artista Basil Hallward em uma pintura. Mais do que um mero modelo, Dorian Gray torna-se inspiração a Basil em diversas outras obras. Devido ao fato de todo seu íntimo estar exposto em sua obra prima, Basil não divulga a pintura e decide presentear Dorian Gray com o quadro. Com a convivência junto a Lorde Henry Wotton, um cínico e hedonista aristocrata muito amigo de Basil, Dorian Gray é seduzido ao mundo da beleza e dos prazeres imediatos e irresponsáveis, espírito que foi intensificado após, finalmente, conferir seu retrato pronto e apaixonar-se por si mesmo. A partir de então, o aprendiz Dorian Gray supera seu mestre e cada vez mais se entrega à superficialidade e ao egoísmo. O belo rapaz, ao contrário da natureza humana, misteriosamente preserva seus sinais físicos de juventude enquanto os demais envelhecem e sofrem com as marcas da idade. 

E por último escolhi O Retrato de Dorian Gray porque assisti ao filme por acaso. Eu gosto do ator Ben Barnes (Príncipe Caspian, Nárnia) e resolvi assistir ao Retrato de Dorian Gray e adorei. Achei o filme muito sombrio e misterioso e fiquei fascinada e desde então venho querendo ler o livro que segundo quem leu é muiiiiiito melhor que o filme.


Mi obrigada por ter me indicado, adorei responder a Tag.
E indico para os seguintes blogs:

Todas as coisas do meu mundo - T C M S B

Stolen Nights - S N A B I

Livros e blablablá - L E B J S




E termina o suspense da Novo Conceito

Oii pessoal.

Vocês que acompanham os canais e blogs literários devem ter visto que a Editora Novo Conceito estava fazendo um grande suspense quanto a um novo livro. Recentemente a página do facebook da editora foi invadida por hackers, e desde então ela vem fazendo um trabalho de marketing incrível e cheio de suspense. E finalmente os culpados foram pegos e o livro divulgado.

E o livro é Bruxos e Bruxas do escritor James Patterson (o mesmo de O Diário de Suzana para Nicolas) e Gabrielle Charbonnet que já teve os direitos adquiridos para o cinema.

9788581632216

"No meio da noite, os irmãos Allgood, Whit e Wisty, foram arrancados de sua casa, acusados de bruxaria e jogados em uma prisão. Milhares de outros jovens como eles também foram sequestrados, acusados e presos. Outros tantos estão desaparecidos. O destino destes jovens é desconhecido, mas assim é o mundo sob o regime da Nova Ordem, um governo opressor que acredita que todos os menores de dezoito anos são naturalmente suspeitos de conspiração. E o pior ainda está por vir, porque O Único Que É O Único não poupará esforços para acabar com a vida e a liberdade, com os livros e a música, com a arte e a magia, nem para extirpar tudo que tenha a ver com a vida de um adolescente normal. Caberá aos irmãos, Whit e Wisty, lutar contra esta terrível realidade que não está nada longe de nós."

E se o livro for tão bom quanto o book trailer, gente...




Você pode ainda baixar o 1° capítulo do livro no site da divulgação do livro, que é este aqui. E para saber mais sobre o lançamento é só procurar nesse mesmo site.

Eu adorei a capa, a sinopse, o book trailer, a logo da Novo Conceito e tudo o mais.
P.S.: Só eu que vi uma coisa meio Jogos Vorazes, Em Chamas nesse book trailer??

Greice.

Resenha: O Diário de Suzana para Nicolas

O Diário de Suzana para NicolasTítulo: O Diário de Suzana para Nicolas
Autor: James Patterson
Editora: Arqueiro
Ano: 2011
Páginas: 223












Sinopse:  Depois de quase um ano juntos, o poeta Matt Harrison acaba de romper com Katie Wilkinson. A jovem editora, que não tinha qualquer dúvida quanto ao amor que os unia, não consegue entender como um relacionamento tão perfeito pôde acabar tão de repente. Mas tudo está prestes a ser explicado. No dia seguinte ao rompimento, Katie encontra um pacote deixado por Matt na porta de sua casa. Dentro dele, um pequeno volume encadernado traz na capa cinco palavras, escritas com uma caligrafia que ela não reconhece: “Diário de Suzana para Nicolas”. Ao folhear aquelas páginas, Katie logo descobre que Suzana é uma jovem médica que, depois de sofrer um infarto, decidiu deixar para trás a correria de Boston e se mudar para um chalé na pacata ilha de Martha’s Vineyard. Foi lá que conheceu Matt. E lá nasceu o filho deles, Nicolas. Por que Matt teria lhe deixado aquele diário? Agora, confusa e sofrendo pelo fim do relacionamento, é nas palavras de outra mulher que Katie buscará as respostas para sua vida. O diário de Suzana para Nicolas é uma história de amor que se constrói ao virar de cada página. Cada revelação é mais uma nuance sobre seus personagens. Cada descoberta é um fio a mais a ligar vidas que o destino entrelaçou. 

Acho que não preciso falar mais nada sobre qual história é contada nesse livro porque a sinopse nos conta tudo que devemos saber previamente. 

Já tinha ouvido muito falar sobre esse livro e algum tempo atrás comprei para tirar minhas próprias conclusões. E confesso que não me arrependi. 

O livro é narrado em terceira e primeira pessoa. Nas partes em que temos a presença de Katie a narração é em terceira pessoa e quando ela lê o diário vemos o ponto de vista de Suzana. No fim do livro temos ainda um terceiro ponto de vista.

Durante a leitura vamos conhecendo a vida de Suzana, Matt e Nicolas, e claro que também somos apresentados aos sentimentos de Katie em relação ao que está lendo no diário. E nós vamos tentando entender porque Matt deu à Katie o Diário.



Detalhe, durante toda a história somos apresentados ao amor de uma mãe por seu filho. Cheguei a sentir o que Suzana sentia na presença de Nicolas e sério quis ser mãe de tão lindo que é o amor entre eles. 

"Imagine que a vida seja uma brincadeira em que você fica fazendo malabarismo com cinco bolas. As bolas se chamam trabalho, família, saúde, amigos e integridade. Você está mantendo todas as bolas no ar e um dia finalmente se dá conta de que o trabalho é uma bola de borracha. Se você a deixar cair, ela vai pular de volta. As outras quatro bolas - família, saúde, amigos e integridade - são feitas de vidro. Se você deixar cair alguma, ela vai ficar arranhada, ou lascada ou vai se quebrar de vez.

Depois de ter começado a aprender a lição das cinco bolas, você terá começado a atingir o equilíbrio na sua vida."

A escrita do James é de fácil compreensão, e o livro nos mostra uma linda, maravilhosa história de amor. Lembra um pouco as histórias do Nicholas Sparks só que muito mais dinâmica se assim posso dizer. E como lembra o Sparks é claro que o livro é triste, mas não se preocupe você só vai precisar de um balde e um lenção no fim do livro. Sei que tem gente que não gosta da forma de escrita do Sparks mas lembro que esse livro é escrito por James Patterson, sendo que a narrativa é bem diferente, e vai se desenvolvendo conforme o avanço do livro. O autor não enrola na história para encher linguiça, por isso temos um livro com 223 páginas.

Enfim, se ainda não leu não perca tempo e corra adquirir o seu e inicie a leitura de O Diário de Suzana para Nicolas.



A biblioteca móvel de Luis Soriano

A biblioteca móvel de Luis Soriano – Diogo Marins Locci

O camponês colombiano Luis Soriano encontrou um meio de extinguir a “ignorância campesina” dos arredores de La Gloria, pequena zona rural onde vive. Com a ajuda de seus dois burros, Alfa e Beto, ele transporta livros de seu acervo, que conta com mais de 3.480 títulos e que estão estocados em sua casa e também nas casas de amigos, para as zonas mais afastadas da cidade. Como professor do ensino primário, prioriza livros que auxiliam as crianças nos deveres de casa, mas não abre mão de matéria literária. Seu intuito é colaborar para que as crianças constituam os colombianos intelectuais de um futuro próximo.

O camponês já viajou até 11 quilômetros com seus burros para que crianças pudessem ter acesso ao material que dispõe.

Nas viagens são carregados mais de 100 títulos de diversos assuntos para tentar responder as exigências de todos alunos. Luis sustenta seu trabalho com o desejo de ver surgir esperança nas crianças através da literatura. Muitas dessas crianças são filhas de analfabetos. Atualmente o camponês está construindo, com sua mulher, a primeira biblioteca fixa da cidade.

O projeto tem uma aceitação imensa. A influência intelectual na formação dos alunos é um dos principais incentivos para justificar os esforços de Luis.

A trajetória do camponês inspirou uma escritora americana, Jeanette Winter, a publicar um livro infantil contando sua história. A publicação se chama “Biblioburro – Uma História Real” e enfoca a forma peculiar que Luis utilizou para aproximar a cultura mundial  das crianças de La Gloria.


Resenha: Eu Sou o Número Quatro

Título: Eu sou o número quatro #1
Série: Os Legados de Lorien
Autor: Pittacus Lore
Editora: Intrínseca
Ano: 2011
Páginas: 350

Sinopse: "Nove de nós vieram para cá. Somos parecidos com vocês. Falamos como vocês. Vivemos entre vocês. Mas não somos vocês. Temos poderes que vocês apenas sonham ter. Somos mais fortes e mais rápidos que qualquer coisa que já viram. Somos os super-heróis que vocês idolatram nos filmes e nos quadrinhos — mas somos reais. Nosso plano era crescer, treinar, ser mais poderosos e nos tornar apenas um, e então combatê-los. Mas eles nos encontraram antes. E começaram a nos caçar. Agora, todos nós estamos fugindo. O Número Um foi capturado na Malásia. O Número Dois, na Inglaterra. E o Número Três, no Quênia. Eu sou o Número Quatro. Eu sou o próximo."

Eu Sou o Número Quatro é uma história que se passa na Terra mas que além dos Terráqueos tem agora como habitantes também os Lorienos e Mogadorianos.

Lorien e Mogadore são planetas, assim como a Terra, mas os Mogadorianos acabaram com todos os recursos oferecidos por ele, como o que estamos fazendo com a Terra, água, plantas, etc. e então atacaram o planeta Lorien em busca desses recursos.

Quando Lorien foi atacado, os Garde que são os Lorienos que possuem Legados ou Poderes vieram para a Terra com seus Cêpans que são uma espécie de Protetores e Professores desses Garde a fim de salvarem-se e esconderem-se dos Mogadorianos invasores e assassinos.

Vieram para a Terra Nove Lorienos. E por algum motivo os Mogadorianos querem os matar mas, eles só podem ser mortos em ordem, do primeiro para o nono.

No livro acompanhamos a trajetória de Quatro ou John que a cada suspeita de aparição dos Mogadorianos muda de endereço com seu Cêpan Henri. Mas quando eles mudam para Paradise, Ohio John conhece uma garota e decide que não vai mais se mudar. O problema é o ex namorado de Sarah, Mark, que não larga do pé dos dois e vive tentando arranjar encrenca com John. John também fica amigo de Sam, um garoto que acha que o pai foi sequestrado por alienígenas. E temos ainda um cachorro que tem um papel muito importante na trama.

Diante de muitos problemas a única certeza que Quatro, John, tem é que: Três estão mortos e ele é o Número Quatro.

----------

O livro já começa animadinho e esperei que fosse assim boa parte dele mas...

Primeiro Defeito: você vai lendo e acha que Quatro tem uns 17 anos, devido aos atos dele, os sentimentos em relação à Sarah e aí de repente 15 ANOS, sim o cara tem só 15 anos.

Segundo Defeito: o romance. Que romance mais tosco, credo. Sentia até enjoo lendo aquilo. Não era nem água com açúcar era com vinagre.

Terceiro Defeito: Sentimentos. Os personagens são vazios e não me convenceram.

Tá vamos para uns pontos positivos, as cenas de ação são bem legais, movimentadas, cheias de emoção (tá nem tanto) e a escrita do autor é de fácil compreensão. Acho que é isso.

Os únicos personagens de que realmente gostei foram o Sam e o Cachorro. Sim eu amei o cachorro e ele foi o personagem mais bem construído. 

Enfim, o livro é raso e foi só para passar o tempo mesmo, não gostei muito não e um dos principais motivos foi o romance que tomou muitas mas muitas páginas sem convencer. Não indico o livro mas quem sabe você goste, essa é minha opinião e acho que o livro tinha tudo para deslanchar mas o autor não soube aproveitar.

Tenho as continuações e pretendo ler logo e ver se a história melhora. Sim quero ler os outros porque eu AMEI o fim do livro (porque será né?), esqueci de comentar isso antes. 

Em breve resenha do filme também.


Compre aqui: Submarino